Início > Saúde e Meio Ambiente > Conhecendo a Psoríase

Conhecendo a Psoríase

 Por Raquel Barbosa

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) distribuirá folhetos explicativos sobre a enfermidade em tendas montadas em locais públicos de 11 estados do país

Psoríase é uma doença inflamatória da pele, crônica, não contagiosa, de causa ainda desconhecida, que afeta de 1 a 3% da população em geral. Atinge indistintamente homens e mulheres, sendo mais freqüente na raça branca. Caracteriza-se pelo aparecimento de lesões róseas ou avermelhadas, recobertas de escamas secas e esbranquiçadas que aparecem, em geral, no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Podendo em outros casos a se espalhar por toda a pele. A doença pode se manifestar logo após o nascimento ou tardiamente no idoso, mas o mais comum é o início entre a 2ª e a 4ª décadas da vida.

            

Os tipos de Psoríase:

  • PSORÍASE EM PLACAS: tipo mais comum, com lesões róseas ou avermelhadas recobertas por escamas de cor branca.
  • PSORÍASE INVERTIDA: lesões vermelhas leves que surgem normalmente em regiões de dobra, como axilas e virilhas.
  • PSORÍASE EM GOTAS: Segundo tipo mais comum, com lesões pequenas que se assemelham a gotas.
  • PSORÍASE PALMO-PLANTAR: Lesões localizadas na palma das mãos ou na planta dos pés.
  • PSORÍASE ERITRODÉRMICA: A forma mais grave e menos comum, com inflamações e manchas vermelhas em grandes áreas da pele.
  •  PSORÍASE UNGUEAL: Quando as lesões de psoríase atacam as unhas, podendo fazer com que elas endureçam e se descolem da pele que está por baixo.
  • ARTRITE PSORIÁTICA: Uma pequena porcentagem de portadores de psoríase pode apresentar inflamações nas cartilagens e articulações, desenvolvendo dor física e dificuldade de movimentação.
  • PSORÍASE PUSTOLOSA: Forma aguda, com pústulas amicrobianas (embora haja aparência de “pus” as lesões não contêm bactérias).

Psoríase não é contagiosa

As atividades realizadas pela SBD pretendem diminuir o preconceito e melhorar a qualidade de vida de quem tem a doença. “Um aspecto importante que precisa ser destacado é que a psoríase não é contagiosa e que os tratamentos disponíveis atualmente permitem que seja perfeitamente controlada. Embora seja pouco freqüente, existem casos em que as articulações também podem ser afetadas, causando a artrite psoriática. Os motivos que causam a doença ainda não estão totalmente esclarecidos. As pesquisas científicas demonstram que pode ser uma doença hereditária e nesses casos existe a probabilidade de 30% de alguém na família ter a doença. Alguns fatores podem aumentar ou desencadear a doença, como o estresse emocional, traumas ou irritações na pele, infecções na garganta e alguns medicamentos. Há várias formas para tratar a enfermidade. Nas mais leves, são prescritos medicamentos específicos sob a forma de pomada, loções, xampus ou géis. Nas formas mais avançadas, além de duas ou três sessões de fototerapia por semana, podem ser indicados medicamentos de uso interno via oral ou injetável, dependendo do caso.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: